História

História

Passeio da Estrela é o primeiro nome atribuído ao Jardim da Estrela ou Jardim Guerra Junqueiro. Foi uma iniciativa que modificava completamente esta zona da cidade de Lisboa, estendendo-se entre a Basílica da Estrela e o Cemitério dos Ingleses, e desenvolvendo à sua volta uma nova e moderna malha urbanística. O Passeio da Estrela configurava-se em projeto de 1840, como uma proposta romântica de jardim público. Só viria a ser inaugurado em 1852, após diversas propostas de ordenamento, vendo valorizada a diferenciação e variedade urbanística e das espécies, constituindo à época a realização mais moderna. Em 1982 recebe o pavilhão para o Jardim Escola Fröebel, iniciativa vanguardista que propunha uma educação naturalista, proporcionando às crianças um íntimo contacto com a natureza.

O mesmo espírito de diferenciação, diversidade, abrangência e descoberta preside à criação de várias instituições que floresceram à volta do Jardim da Estrela, como o Liceu Pedro Nunes, a Escola João de Deus e a Escola Maria Ulrich. Quis-se homenagear e valorizar este ambiente, identificando-o nas suas raízes, ao atribuir à Clínica o nome de Passeio da Estrela.

A escolha de uma denominação mais comum e menos medicalizada reflete também a preocupação com a Pessoa e o caráter mais humano das nossas preocupações e abordagens.

 

Clinica-historia

 

A Clínica Passeio da Estrela

Pedro Macedo, diretor clínico da Passeio da Estrela, trabalhou como Psiquiatra em Paris, no Institut de Psychosomatique, entre outros, onde fez aprendizagem em Psicossomática, mas também em trabalho em equipa. Desenvolveu trabalho, no final dos anos noventa, com os mais idosos dos bairros históricos da cidade de Lisboa, em apoio aos então Centros de Saúde, no âmbito da Psiquiatria de Ligação aos Cuidados de Saúde Primários. No virar de século criou o primeiro Serviço de Psiquiatria de Lisboa orientado para a Longevidade, no então Hospital Miguel Bombarda, denominado U.P.P.I. (Unidade de Psiquiatria da Pessoa Idosa). Este Serviço estava organizado em várias valências e num trabalho de equipa transdisciplinar, proposta inovadora nesta altura. Veio a criar mais três Serviços, a Área de Dia em Psicogeriatria do Hospital Júlio de Matos, em Lisboa, a Consulta de Psicogeriatria do Hospital das Caldas da Rainha, que dava apoio a todos os Concelhos da zona Oeste do País, e em 2004 a Clínica de Diagnóstico e Tratamento em Psicogeriatria Passeio da Estrela, que se organizou com várias valências médicas e o primeiro Hospital de Dia em Psicogeriatria privado. O trabalho clínico desenvolve-se em equipa. Na equipa colaboram vários médicos e profissionais de saúde com experiência na Longevidade, como a Dr.a Isabel Carmo, neurologista, o Dr. Francisco Ferreira da Silva, internista, a Dr.a Naide Ferreira, neuropsicóloga, a terapeuta Isabel Perestrelo e a fisioterapeuta Inês Lourenço.